quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

A Letter to ...

Contrai o peito... e prestei atenção.. era o SOm da Chuva.. VIndo lá de Longe.. e tocava dentro do meu coração. Era o som da Chuva ! Era o toque do Trovão. Eu sonhando acordada.


Agradecia à Deus. Por cada recado Seu. 


Enquanto trabalhava, intercalava saudades. E guardava sorrisos. E tecia sonhos.
Lendo a Carta como se fosse minha... como se escrita para mim.. me senti menos só!


"....Acordei com o estômago cheio de borboletas. Esvoaçam as danadas. Fazem cócegas sem dó, mas não me importo! Mergulhada em uma leitura de Lya Luft as coisas ficam ainda mais bonitas, são palavras de um estranho que dão maior significado a vida. O poder do desconhecido sobre nós.
A vida é um emaranhado de coisas estranhas, mas são exatamente essas coisas que dão sentido a ela, que por hora está azul, outrora a gente não consegue definir a cor, pois vai sumindo até não conseguirmos ver mais. E é aí que ficamos tristes e com os ombros pesados, mas a cor não foi embora 'seu' moço, não sai de lá nunquinha, é que vezenquando ela gosta de brincar de esconde-esconde. 

Tudo que não consigo definir, de certa forma considero estranho. O Amor, assim mesmo com letra maiúscula, não é algo fácil de ser definido. Uns diriam que é "Fogo que arde sem se ver", outros que "Amor é carnaval". Amor é a falta de definição mais bela que existe. Não devia caber em dicionários. Existem coisas que não conseguimos definir. Não há mesmo uma explicação para o mais belo. Quando inventarem um significado, uma razão para aquilo, deixa de ser belo, deixa de ser puro.
As grandes loucuras começam nas explicações. A vida não foi feita para ser explicada, mas para ser vivida. O lugar onde vivemos é na verdade um sonho, daqueles bem bonitos, que ninguém deseja acordar e quando acorda quer definir. Quer saber o que significa sonhar com chuva forte? Quer dizer que sua colheita será farta, seu moço, quer dizer isso. A gente acredita no que quiser, no que nos convém, bem assim que é. E quase sempre a gente tenta acreditar no melhor, porque o pior não é algo que a gente precise acreditar. Em nossa maior descrença, lá está o danado do pior, e ele nem liga. Mas eu também não ligo, o que há de sentimentos bons em mim já está atingindo o céu. Tingindo o céu. O meu céu, que quando está escuro eu trato de colorir de azul.
Correr, dar carinho, amar, assim sem definição é bem melhor. Acreditem em mim. Mas se não quiserem acreditar, não faz mal. Cada um tem seu caminho, assim florido, assim bonito. Se soubermos enxergar através das lunetas tudo fica bem. Os astros, os destinos, que vão em direções contrárias as que desejamos, sempre nos levam para um caminho onde há pôr do sol e estrelas. Isso deve bastar. Viver assim, com estrelas, sol e flores.
As pedras? Já sabemos que estão atravancando a jornada. Tenhamos força na ponta do pé para jogar as tais pedras bem alto, para que cheguem até a Lua. Pedra da Lua! 

Aquela pedra que usam para absorver a energia que a Lua nos passa. Dizem que é eficiente até contra tendências auto destrutivas. Traz amor, paz, harmonia. Ô Lua. ...cê foi feita pra iluminar... Os seus passos, os meus..."
.... Beijos.... Costureira de Estrelas!

2 comentários:

Costureira de estrelas. disse...

Eita, agora fiquei por demais feliz... Meu textinho aqui rsrs
Beijos, flor :*

Marília Gabriela disse...

Seu texto é lindo!!! Lindo!!!!

E Fala tanto de mim!
Tem sido um grande amigo.. seus textos.

Beijos Querida!