domingo, 3 de outubro de 2010

de EsTrelas

"A estrela cadente
caiu ainda quente
na palma da mão."


Lá e de volta outra vez,
desfez as malas... enquanto preparava  o chá.


no peito o coração batendo descompassado.. avisando que era hora...
lembrando que ainda estava lá...
seuEnquanto o chá lhe acalmava a alma , 
garganta a dentro...
... REspirou bem devagar, sorrindo, fez um pedido...


Apertou os olhos, e insistiu com seu pedido...
Que Deus a escutasse, 
Que seus sonhos não morressem... 
... não podia dizer em voz alta, aquilo que desejara seu coração...


... mas sorria... 
como se uma estrela cadente tivesse cruzado sua frente...
Sorria com a certeza, que tudo tudo se resolveria...


ELa viveria outra vez... 
.... 

3 comentários:

Pipa. Agora eu era o herói. disse...

Claro que pode querida.



Chico Buarque versejou para ti:






Não chore ainda não, que eu tenho um violão
E nós vamos cantar
Felicidade aqui pode passar e ouvir
E se ela for de samba há de querer ficar
Seu padre toca o sino que é pra todo mundo saber
Que a noite é criança, que o samba é menino
Que a dor é tão velha que pode morrer
Olê, olê, olê, olá
Tem samba de sobra, quem sabe sambar
Que entre na roda, que mostre o gingado
Mas muito cuidado, não vale chorar

Não chore ainda não, que eu tenho uma razão
Pra você não chorar
Amiga, me perdoa, se eu insisto à toa
Mas a vida é boa para quem cantar
Meu pinho, toca forte que é pra todo mundo acordar
Não fale da vida, nem fale da morte
Tem dó da menina, não deixa chorar
Olê, olê, olê, olá
Tem samba de sobra, quem sabe sambar
Que entre na roda, que mostre o gingado
Mas muito cuidado, não vale chorar

Não chore ainda não, que eu tenho a impressão
Que o samba vem aí
É um samba tão imenso que eu às vezes penso
Que o próprio tempo vai parar pra ouvir
Luar, espere um pouco, que é pra o meu samba poder chegar
Eu sei que o violão está fraco, está rouco
Mas a minha voz não cansou de chamar
Olê, olê, olê, olá



Chico Buarque.



Cantemos.
Estanco teu sangue.
E teu choro.



Um abraço de esperança.

Pipa. Agora eu era o herói. disse...

Toma aqui.


Juntei teus pedaços.
Eu sei que dá pra consertar.
Te dou esse papel em branco e esta caneta pra você se reinventar.

Poliana Fonteles disse...

AMEI TANTO TUDO ISSO...

SEM DÚVIDA VOU VOLTAR..

ESSE BLOG É ILUMINADO..

ABRAÇO ENORME DE GRANDE!

:D